Escritórios

EY vai centralizar equipa de 1.400 colaboradores no ALLO

Felipe Ribeiro |
EY vai centralizar equipa de 1.400 colaboradores no ALLO

A EY capital é o primeiro inquilino do Alcântara Lisbon Offices, um projeto que corresponde a um investimento de 125 milhões de euros, localizado em Alcântara, na área adjacente ao LX Factory.

A consultora ocupa assim uma área de cerca de 8.500 metros quadrados repartida por 4 pisos de um dos edifícios, os quais iram receber os 1.400 colaboradores da EY na capital.

João Alves, country managing partner da EY, frisa que «a EY está a crescer e a sua equipa também, fruto do reconhecimento que recebemos, por parte dos clientes e do mercado em geral, do nosso valor acrescentado. Para facilitar este crescimento procurámos um espaço que oferecesse condições diferenciadas de bem-estar para as nossas pessoas, mas que também partilhasse a nossa preocupação com a sustentabilidade. Ao juntar estas características a uma localização única numa área premium e vibrante, o ALLO foi a escolha ideal para acolher a nossa nova casa».

O ALLO integra uma área bruta de construção acima do solo de cerca de 39.000 metros quadrados, dividida por dois edifícios de escritórios de características semelhantes, cada um com 7 pisos acima do solo. Cada um dos edifícios contabiliza ainda 4 pisos em cave, totalizando no seu conjunto 681 lugares de estacionamento.

«Este é um casamento perfeito e um reconhecimento das valências únicas do projeto ALLO. A EY é uma consultora de referência em Portugal, preocupada com a qualidade de vida dos seus colaboradores e com a sustentabilidade do planeta, valores que são uma prioridade no projeto ALLO», refere André Gomes de Sousa, Executive Partner na Bedrock Capital Partners.

A comercialização do empreendimento está a cargo das consultoras imobiliárias CBRE e JLL. Mariana Rosa, Head of Leasing Markets Advisory da JLL, salienta que «a mudança da EY da zona prime para a zona histórica ribeirinha, coloca esta localização como uma excelente alternativa, que tem vindo a receber cada vez mais empresas e que tem sido uma zona alvo de uma forte aposta na requalificação. Sabemos que a empresa valoriza os serviços na zona envolvente, a proximidade ao rio, a modernidade do edifício e principalmente, as características de sustentabilidade que o ALLO apresenta. Adicionalmente, esta decisão surge numa fase em que a empresa valoriza a transformação dos escritórios nas novas formas de trabalhar, com vista à atração e retenção de talentos».

Já João Pereira, Head of A&T Occupier da CBRE, refere que «a CBRE congratula-se pela parceria de sucesso estabelecida com a EY, que culminou na escolha do ALLO para acomodar o futuro escritório da empresa. A firme vontade em exponenciar os níveis de conforto, experiência e bemestar dos seus colaboradores, aliado à modernidade e sustentabilidade do futuro edifício, foram objetivos integralmente cumpridos».