Semana da Reabilitação Urbana do Porto

Câmara do Porto avança com projetos de renda acessível

Ana Tavares |
Câmara do Porto avança com projetos de renda acessível

O autarca Rui Moreira recorda que «o município do Porto desenhou uma política de promoção da habitação com renda acessível que se baseia num conjunto diversificado de instrumentos. Para além da captação de parque já instalado por via do programa “Porto com Sentido”, a ação da CMP desdobra-se entre projetos com investimento próprio, outros desenvolvidos através de parcerias com entidades privadas, e ainda outras ferramentas de incentivo à promoção privada».

Neste âmbito, avança que «durante os últimos meses lançámos os concursos de conceção para a elaboração dos projetos de uma operação na freguesia de Lordelo do Ouro, que visa a reformulação urbanística de uma área de 6,6 hectares e a construção de 5 edifícios destinados a habitação acessível com cerca de 300 fogos, num investimento superior a 45 milhões de euros».

Mais recentemente, foi aprovada a discussão pública do loteamento do Monte da Bela, em Campanhã, «onde prevemos a construção de mais de 230 fogos num projeto com um investimento estimado superior a 30 milhões de euros, para o que o qual procuraremos um parceiro privado», diz Rui Moreira, em entrevista à VI.

Também na área do antigo quartel de Monte Pedral, «depois do concurso de ideias que levámos a cabo no ano passado, os serviços municipais estão a concluir uma proposta de loteamento que será publicamente apresentada em breve». Aqui, o município quer que surjam cerca de 500 novos fogos, área de serviços e área de equipamento.

Rui Moreira avança também que a autarquia está a «identificar, caracterizar e avaliar um conjunto de terrenos municipais com capacidade construtiva para habitação, que pretendemos colocar no mercado para construção de fogos com renda acessível, por investidores privados».

A Semana da Reabilitação Urbana do Porto conta com o apoio da Câmara Municipal do Porto, e realiza-se já na próxima semana, de forma online, de 24 a 26 de novembro. O tema da habitação estará em destaque, por exemplo, na conferência “Arrendamento, a nova oportunidade?”. Também os projetos estruturantes do Porto serão apresentados na sessão “Os criadores da cidade – os novos projetos estruturantes”.

Saiba mais sobre o evento e consulte a agenda completa aqui.

#sruporto2020

#reporto2020