Negócios

TAP vai vender ou desenvolver projeto imobiliário no "Reduto TAP"

Felipe Ribeiro |
TAP vai vender ou desenvolver projeto imobiliário no "Reduto TAP"

A presidente executiva da TAP indicou que a companhia aérea nacional vai mesmo mudar de instalações. Apesar de não ter confirmado a localização, de acordo com informação avançada pelo Eco, a TAP vai mudar-se para o edifício Báltico, no Parque das Nações, concretamente para as atuais instalações dos CTT.

Em entrevista ao Eco, Christine Ourmiéres-Widener, CEO da TAP, confirmou a «decisão de mudar», apesar da oposição dos sindicatos. Salientou ainda que a companhia vai «tentar monetizar o máximo possível». os edifícios da companhia junto ao aeroporto, que podem ser vendidos ou ali desenvolvido um projeto imobiliário. De referir que a mudança não inclui os hangares e edifícios afetos à manutenção de aeronaves.

Os edifícios e terrenos circundantes, que integram uma área de 23 hectares junto ao aeroporto Humberto Delgado, chegaram a estar avaliados em 146 milhões de euros, de acordo com o relatório e contas do primeiro semestre de 2014 da Parpública, refere o Eco. O último relatório e contas anual da TAP indica um valor líquido de 105,74 milhões no final de dezembro de 2021, repartido entre 41,13 milhões para os terrenos e 64,61 milhões para os edifícios.

Christine Ourmiéres-Widener sublinha que o valor poderá «aumentar de forma exponencial no dia em que as pessoas acreditarem que vamos mesmo mudar». A decisão de mudar de instalações está tomada e vai ser comunicada aos trabalhadores da companhia aérea nacional em Setembro.

Segundo a presidente executiva da transportadora portuguesa, a mudança para a nova sede só traz benefícios à TAP: «há prioridades de mudança cultural, trabalharmos juntos, estarmos apenas num edifício em vez de em cinco. Há também benefícios financeiros, com poupanças no investimento e despesas operacionais».