Estudos

Savills prevê diminuição de 8-10% na procura de escritórios na Europa

Felipe Ribeiro |
Savills prevê diminuição de 8-10% na procura de escritórios na Europa

Tendo em vista o fim da pandemia, e o subsequente “retomar da vida normal”, a Savills desenvolveu um estudo, Impacts 2022, que explora a nova tendência global - “Reconectar”.

O impacto da Covid-19, emancipou novas tecnologias, alterações demográficas transformando assim o modo como a sociedade num todo experiencia o mundo. As prioridades agora passam a ser a tecnologia, a principal potenciadora de trabalho remoto. Recordemo-nos que, a cidade de Lisboa, foi recentemente eleita como o destino preferido dos nómadas digitais, sendo que o Algarve conquistou a 4ª posição no mesmo ponto.

A procura de um espaço flexível é também passível de aumento face ao crescente número de pessoas que optam por trabalhar por conta própria, sendo que a Savills prevê uma diminuição, a nível global, da procura de escritórios em toda a Europa, especificamente entre 8 a 10%.

Habitação

A crescente procura de habitação para arrendamento, especialmente por habitação acessível, durante períodos de incerteza, pode aumentar, sobretudo se a procura for reduzida por intermédio dos critérios de empréstimo que cada vez são mais rigorosos. Esta procura crescente tem sido impulsionada em grande parte pelos jovens que se deslocam para centros urbanos para trabalhar e estudar, sendo pouco provável que esta situação se altere pela Covid-19 a longo prazo.

Retalho

A necessidade das marcas voltarem a se reconectar com os seus clientes, e até o desejo de interação humana após vários confinamentos, intensificaram o papel central que a loja física tinha mesmo antes da pandemia. Mesmo num período onde o consumo é cada vez mais digitalizado, as lojas físicas tornam-se, de momento, destinos de lazer e entretenimento. «As ramificações da pandemia no comportamento do consumidor serviram para acelerar tendências anteriores e a resiliência de muitas destas cidades faz com que o retalho físico continue a ser essencial na estratégia de uma marca para se reconectar com os clientes, e impulsionar as vendas», sublinha Sam Foyle, Director of Retail na Savills.

Logística

A pressão que existe hoje em dia no fornecimento vai obrigar a indústria logística a inovar. Assim sendo, perspetiva-se um aumento do número de armazéns de vários andares na Europa, principalmente nos locais próximos das grandes cidades. A necessidade de integração de um nível mais elevado de tecnologia na indústria, impulsionada pela pressão que existe no fornecimento, será crucial para evitar futuros desafios na cadeia de abastecimento.

Portugal em linha com as tendências internacionais

Alexandra Portugal Gomes, Head of Research da Savills Portugal, alega que «Portugal, e mais particularmente a sua capital, está em linha com as tendências observadas no mercado imobiliário internacional. Com o plus de ser percecionado como um safe-heaven pelos investidores que procuram estabilidade e segurança. Os mercados residenciais, escritórios e logística seguem em níveis de performance muito positivos, já em total recuperação e a caminho de serem batidos recordes relativamente aos níveis pandemia, o que aumenta a atratividade do nosso mercado. Também no mercado nacional os fatores principais que estão a ditar as principais tendências de ocupação, estão intrinsecamente ligados aos novos modelos e espaços de trabalho, a novos perfis de trabalhadores, como sejam os nómadas digitais e também à imperativa aplicação de políticas ESG e de sustentabilidade»