Sustentabilidade

Lisbon Green Valley é distinguido pela eficiência energética

Ana Tavares |
Lisbon Green Valley é distinguido pela eficiência energética

O Lisbon Green Valley foi finalista em 3 categorias, nomeadamente Melhor Empreendimento – Habitação e Sustentabilidade, Construção e Arquitetura Sustentável e Eficiência Energética.

As Townhouses deste empreendimento são as primeiras casas em Portugal a obter a pré-certificação Nearly Zero Energy Buildings, cumprindo e superando as diretivas europeias sobre o desempenho energético dos edifícios. O conjunto de soluções utilizadas na construção e utilização de energias renováveis permitiu obter um resultado global máximo na pré-certificação energética A+-

Em comunicado, o Lisbon Green Valley explica que «critérios como a qualidade de construção, orientação solar, disposição de cada zona da habitação, conceção dos espaços, dimensionamento dos vãos, acabamentos, escolha dos materiais, entre outros, permitiram otimizar as condições de habitabilidade, reduzindo os custos energéticos e valorizando o imóvel. Tratam-se de casas altamente eficientes do ponto de vista energético e com uma avaliação global de A++».

Gilberto Jordan, CEO do André Jordan Group, comenta que «este prémio, que muito nos orgulha, é a confirmação de que a inovação, a sustentabilidade e o conforto fazem parte da qualidade de vida que nos comprometemos a oferecer às famílias que residem no Belas Clube de Campo. Sempre acreditámos neste conceito e na recetividade do mercado ao mesmo. Trata-se de um produto de excelência, não só em termos arquitetónicos, mas também de engenharia, paisagismo e sustentabilidade. Esta distinção vem reforçar o longo caminho que o André Jordan Group tem vindo a fazer, no sentido de tornar os seus empreendimentos os mais sustentáveis do mundo».

De recordar que, recentemente, o Lisbon Green Valley foi o primeiro empreendimento certificado pela norma de Resiliência às alterações climáticas e outros, pelo Sistema LiderA, obtendo um grau elevado de resiliência (Classe A).