Arrendamento

Governo atento às preocupações com aumento das rendas

Felipe Ribeiro |
Governo atento às preocupações com aumento das rendas
Imagem ilustrativa

Após a divulgação dos números da inflação dos últimos 12 meses até agosto pelo INE, que dava conta que o valor das rendas poderá aumentar 5,43% já em janeiro, o Ministério das Infraestruturas e Habitação garantiu estar «a acompanhar as preocupações» relativas ao tema, revelou uma fonte oficial à Lusa, citada pelo Observador, «o Governo está a acompanhar as preocupações que têm sido manifestadas sobre este tema, nomeadamente pelas várias associações do setor».

Na próxima segunda-feira haverá uma reunião extraordinária do Conselho de Ministros, destinada a aprovar um pacote de apoio ao rendimento das famílias, face aos efeitos da inflação, anunciou António Costa. O gabinete de Pedro Nuno Santos não avançou mais pormenores à Lusa se de facto estas medidas de apoio poderão vir a ser um travão ao aumento das rendas.

O presidente da Associação dos Inquilinos Lisbonenses acredita que este aumento das rendas em função da inflação é «incomportável», disse à Lusa Romão Lavadinho, citado pelo Eco. O presidente da AIL exige que o governo crie uma “norma travão” que evite que a atualização ultrapasse 1% em janeiro.