Empresas

Engexpor verifica “melhor ano de sempre” na área de Advisory Services

Felipe Ribeiro |
Engexpor verifica “melhor ano de sempre” na área de Advisory Services
Vilamoura, foto Engexpor.

O ano de 2022, para a área de Advisory Services da Engexpor, foi sinónimo de «melhor ano de sempre» até à data. A aposta crescente da empresa na área de Advisory Services, mais do que duplicou a faturação desta área de negócio desde 2019. A empresa que tem como atividade principal a gestão de projetos e de construção, registou um crescimento que ultrapassou os 114% entre 2019 e 2022.

Comparativamente ao excelente exercício de 2021, o ano de 2022 foi ainda de crescimento desta atividade, consolidando a sua atividade face a 2021, altura em que a reorganização dos serviços de advisory e reforço da equipa deram um enorme impulso a este negócio.

A compra e venda de ativos comerciais e a promoção imobiliária (reabilitação e construção nova) suportam a área de tecnical due diligence da Engexpor. Em 2022, a empresa esteve envolvida em auditorias que somam uma área aproximada de 1,2 milhões de metros quadrados. Entre 2019 e 2021, a empresa realizou due diligences para ativos e portefólios com uma área agregada que ultrapassa os 2,7 milhões de metros quadrados.

A empresa responsável pela gestão de projetos e de construção, apoiou algumas das maiores transações de investimento realizadas no mercado português: a compra de uma parte significativa do portefólio da ECS Capital pela Davidson Kempner, o maior negócio de 2022; a venda de um portefólio de supermercados Continente à ORES Capital; em 2021, a compra do Vilamoura World por um grupo de investidores nacionais incluindo a Norfin e entre outros.

Da sua carteira de clientes fazem parte, entre outros, a Square Asset Management, Avenue, Norfin, BNP Paribas, Explorer, Quantico ou CGD.

«Desde sempre que a Engexpor está comprometida em disponibilizar um serviço 360º aos seus clientes e, como tal, faz todo o sentido fortalecer cada vez mais a área de advisory services. Esta aposta, juntamente com a intensa atividade do mercado imobiliário em Portugal nos últimos anos, seja no desenvolvimento de novos projetos ou na transação de imóveis, tem-nos permitido crescer muito nesta área através da qual apoiamos investidores, promotores, proprietários ou entidades que medeiam negócios de compra e venda de ativos», assinala Miguel Alegria, CEO da Engexpor.

Os setores da hotelaria, residencial e escritórios são os que têm maior peso nos serviços de Advisory da Engexpor, ainda que ao longo dos últimos quatro anos (2019-2022) as auditorias técnicas efetuadas pela empresa abranjam todas as áreas do imobiliário.

Entre os três setores, a hotelaria foi a mais ativa, contabilizando uma área superior a 1,7 milhões de m². Segue-se o segmento residencial, um dos mais dinâmicos dos últimos anos, no qual foram concretizadas due diligences para uma área conjunta superior a 510.000 m², que incidiram essencialmente sobre edifícios para reabilitação e terrenos para promoção imobiliária. No setor de escritórios foram efetuadas auditorias que agregam uma área próxima dos 280.000 m².

A Engexpor destaca ainda a preponderância que o setor logístico tem vindo a ganhar no mercado imobiliário português e, subsequentemente, na própria atividade da empresa. As auditorias técnicas realizadas, no período em análise, compreendem uma área agregada de 815.000 m², «refletindo não só o bom momento deste setor mas também a dimensão dos imóveis industriais e logístico», em comunicado.