Empresas

Sonae Sierra vai gerir património imobiliário dos CTT, avaliado em €134M

Felipe Ribeiro |
Sonae Sierra vai gerir património imobiliário dos CTT, avaliado em €134M
Imagem ilustrativa de loja CTT

O património imobiliário dos CTT, avaliado em cerca de 134 milhões de euros, vai ser gerido pela Sonae Sierra, avança o Eco. De recordar que, em junho, a empresa dos correios anunciou a intenção de criar um veículo para deter e gerir os ativos imobiliários: 410 imóveis de retalho e logística. O anúncio oficial deverá ser feito em novembro.

Dos 410 imóveis de retalho e logística, 400 são parte do “Portefólio de Rendimento” composto pelas lojas, armazéns e centros de logística/distribuição dos CTT. Os outros 10 são parte do “Portefólio de Desenvolvimento”, imóveis localizados em áreas com potencial para projetos de desenvolvimento de uso misto.

A carteira “Portefólio de Rendimento” tem um valor contabilístico líquido de 110 milhões de euros e área bruta locável de 240 mil metros quadrados. Já os imóveis pertencentes ao “Portefólio de Desenvolvimento”, estão avaliados em 24 milhões de euros.

A Sonae Sierra fica assim responsável por gerir este veículo e procurar novos investidores (institucionais e "family offices") para assumirem uma posição minoritária.

De referir ainda que, em outubro, os CTT vão deixar o edifício Báltico, no Parque das Nações, e ocupar o edifício Green Park, tal como a Vida Imobiliária noticiou na semana passada.