Goldman Sachs compra B&B Hotels por €1.900M

Vanessa Sousa |
Goldman Sachs compra B&B Hotels por €1.900M

Esta cadeia hoteleira marca a sua presença em 12 países e o mercado ibérico não é exceção. Em Portugal abriu, no verão passado, a sua primeira unidade, o B&B Hotel Cantanhede, em Coimbra, e prepara-se para abrir a segunda, a B&B Hotel Lisbon Airport, a qual representa um investimento avaliado em 15 milhões de euros. E em Espanha possui cerca de 31 hotéis e mais de 3.000 quartos, avança o espanhol elEconomista esta quarta-feira.

Os resultados apresentados no espaço ibérico revelam-se animadores para a cadeia hoteleira: as suas vendas aumentaram na ordem dos 45%, alcançando os 41.8 milhões de euros no final do ano passado. E, face a estes dados, investir nestes dois países está nos planos da empresa para os próximos anos. Em concreto, a empresa planeia investir um total de 70 milhões de euros na abertura de mais unidades hoteleiras em território luso, nomeadamente em Matosinhos, Vila Nova de Gaia e Viana do Castelo, segundo a informação apurada pelo jornal DinheiroVivo. E planeia ainda aumentar em 33% a sua oferta hoteleira em território espanhol.

Hoje B&B Hotels consolida a sua posição internacional enquanto cadeia hoteleira que opera no segmento de baixo custo. Conta com um total de 481 hotéis espalhados pelos quatro cantos do mundo e, de acordo com o jornal espanhol, esta sua dimensão global foi especialmente trabalhada pelo fundo de capital privado durante os últimos três anos.

Os objetivos traçados por Pai Partners foram claros: alcançar as 620 unidades e os 55.000 quartos em 2020. E, para o atingir, a cadeia hoteleira chegou a abrir um hotel por semana em 2018, ano em que conseguiu uma faturação superior a 580 milhões de euros no final do ano passado.

«Estamos orgulhosos de ter contribuído para o crescimento de B&B nos últimos três anos. A empresa é um excelente exemplo de empreendedorismo e agora B&B é uma grande plataforma europeia que oferece alta qualidade no seu segmento de mercado», comenta Gaëlle d’Engremont, socia do fundo Pai Partners, ao mesmo jornal espanhol.