Obras públicas em quebra até abril

Ana Tavares |
Obras públicas em quebra até abril

 

Até abril, foram promovidos concursos no valor de 477 milhões de euros, menos 36% que o verificado em igual período de 2017. Apesar do lançamento de 2 concursos no âmbito da construção da linha ferroviária entre Évora e Elvas, num total de 170 milhões de euros, e dos trabalhos de conservação da Ponte 25 de Abril, o volume de empreitadas deste trimestre «foi o pior desde o 3º trimestre de 2016», nota a AICCOPN.

Por outro lado, a nível dos contratos celebrados, o total reportado no Observatório das Obras Públicas no 1º trimestre atingiu os 243 milhões de euros, menos 7% face a igual período de 2017.  

No seu conjunto, o volume total de contratos celebrados no primeiro trimestre foi de 397 milhões de euros, o que traduz uma quebra de 7% em termos homólogos. «Desta forma, verifica-se que, quer ao nível do lançamento de concursos públicos, quer ao nível do volume de contratos celebrados, o primeiro trimestre de 2018 registou uma evolução significativamente negativa, em oposição ao que se verificava, de forma relativamente consistente, desde 2016», completa a AICCOPN no relatório.