Retalho

Sonae Sierra estima perdas de €12M em rendas

Ana Tavares |
Sonae Sierra estima perdas de €12M em rendas

Entre abril e junho, a Sonae Sierra registou prejuízos de 56 milhões de euros, num trimestre em que se registou o encerramento das lojas devido à Covid-19. A estimativa da empresa é que as perdas só com rendas superem os 12 milhões de euros até ao final do ano, nomeadamente devido à nova lei que entrou em vigor, e que isenta os lojistas do pagamento da componente fixa das rendas nos próximos meses. «O impacto estimado apenas com a isenção de rendas fixas até ao fim do ano, sem contar com a quebra nas vendas, ronda os 40%».

A informação foi dada pelo diretor financeiro da Sonae Sierra, Luís Mota Duarte, numa conferência para analistas que se seguiu à divulgação dos resultados do primeiro semestre, citados pelo Negócios. De acordo com o responsável, «se as vendas caírem 20% a partir de agosto, os inquilinos terão um desconto nas rendas, em média, de 50%», cita o Idealista.

A isenção da renda fixa «faz com que exista uma desproporcionalidade entre a queda das rendas e o desconto que é efetuado», explica. E dá o exemplo de «uma grande retalhista internacional» que registou um aumento de rendas de 2% e que terá uma redução de renda de 23%».

Até ao final do ano, os centros comerciais em Portugal estimam perdas entre os 500 e os 600 milhões de euros