Estatísticas

Retalho aumenta vendas em 5,4%

Ana Tavares |
Retalho aumenta vendas em 5,4%

No mês de agosto, o Índice de Volume de Negócios no Comércio a Retalho registou uma taxa de variação homóloga de 5,4%, face a agosto de 2021, uma aceleração face aos 5,1% registados em julho.

Segundo os números do INE, o segmento Produtos Não Alimentares foi o que mais contribuiu para o índice agregado, com um aumento de 9,9% e uma aceleração de 1% face ao mês anterior. Já os Produtos Alimentares desceram 0,2%, menos 0,6% que no mês anterior.

A variação mensal do índice agregado foi de 1% em agosto, idêntica à do mês anterior. Os Produtos Alimentares e Não Alimentares passaram de 3,6% e -0,9% em julho para -0,9% e 2,5% em agosto, respetivamente.

Por outro lado, em termos nominais o índice agregado passou de uma taxa de variação homóloga de 15% em julho para 14,9% em agosto, «continuando a evidenciar efeitos pronunciados do crescimento dos preços», segundo o INE. Os Produtos Alimentares registaram uma subida de 15,1%, e os Não Alimentares de 14,9%.

Em agosto, os índices de emprego, remunerações e horas trabalhadas registaram subidas homólogas de 3,7%, 8,8% e 3,9%, respetivamente, e mensais de 0,1%, -10,1% e 0,3%.