Revive inclui 15 novos imóveis para fins turísticos

Ana Tavares |
Revive inclui 15 novos imóveis para fins turísticos

Entre as novas entradas estão:

- Palacete Viscondessa de Santiago do Lobão, no Porto;

- Fortaleza da Juromenha, no Alandroal;

- Mosteiro de São José, em Évora;

- Forte Velho do Outão, em Setúbal;

- Casa do Outeiro, em Paredes de Coura;

- Fortaleza da Torre Velha, em Almada

- Castelo de Almada;

- Forte da Cadaveira, em Cascais;

- Quinta do Cabo das Lezírias, em Vila Franca de Xira;

- Edifício pombalino na rua da Prata, em Lisboa;

- Casa da Igreja, em Mondim de Basto;

- Quartel das Esquadras, em Almeida;

- Centro Educativo de Vila Fernando, em Elvas;

- Casa das Fardas, em Estremoz;

- Palacete Conde Dias Garcia, em São João da Madeira.

 

O Revive foi lançado em 2016 com um total de 33 imóveis. Até agora, já foram lançados 17 concursos de concessão, 7 dos quais adjudicados, num investimento superior a 54 milhões de euros, de acordo com nota enviada pelo Governo à comunicação social.

O Convento de São Paulo, em Elvas, foi o primeiro a ser reabilitado. Deu origem ao Vila Galé Collection Elvas – Historic Hotel, Conference & Spa, a mais recente unidade do grupo Vila Galé, resultado de um investimento de 9 milhões de euros.