Mediação Imobiliária

Volume de negócios da Zome subiu 50% em 2021

Ana Tavares |
Volume de negócios da Zome subiu 50% em 2021

No ano passado, a mediadora Zome registou um volume de negócios de cerca de 763,4 milhões de euros, mais 52,3% que no ano anterior.

No total, a rede mediou 5.814 transações, que resultaram numa faturação de 24,8 milhões de euros, mais 47,3% que em 2020.

2021 volta, assim, a ser «um ano de crescimento assinalável» para a Zome, que em setembro já tinha superado toda a faturação de 2020. No ano passado, a rede aumentou a sua presença no país, contando agora com 22 hubs abertos. Conta atualmente com uma equipa de mais de 1.300 colaboradores distribuídos por 24 hubs ibéricos, e prepara a abertura de mais cinco em Portugal.

Patrícia Santos, CEO da Zome, destaca que «o crescimento que registamos desde o primeiro dia reflete o esforço e dedicação de cada elemento da nossa equipa e o papel que temos vindo a estabelecer no mercado em Portugal. Encerrámos 2021 muito orgulhosos e com valores perfeitamente alinhados com os nossos objetivos de crescimento para este novo ano».

A responsável avança que «em 2022, queremos garantir que o ritmo de crescimento continua a ser acompanhado, na mesma medida, por produtividade e motivação das nossas pessoas e de satisfação dos nossos clientes, que são os nossos maiores ativos. É a todos eles que devemos estes resultados tão positivos e a oportunidade de continuarmos a prestar o melhor serviço».

Em 2021, a empresa foi também eleita “Melhor Empresa para Trabalhar” no setor imobiliário, e ficou em segundo lugar na classificação geral de grandes empresas. Já este ano, foi distinguida com o Prémio Cinco Estrelas na categoria “Melhor Rede de Franchising”.