Turismo

Turismo Centro de Portugal aposta no turismo industrial

Felipe Ribeiro |
Turismo Centro de Portugal aposta no turismo industrial

Tendo como finalidade combater a sazonalidade e prolongar as estadias, o Turismo Centro de Portugal criou a futura Rede Portuguesa do Turismo Industrial, desenvolvida a nível nacional.

De acordo com o Observador, esta aposta no turismo industrial, promove a coesão territorial: «a estruturação do produto turístico Turismo Industrial é uma receita para sermos mais atrativos e mais competitivos, mas também para podermos alavancar o crescimento de uma indústria fundamental na nossa região», declarou Pedro Machado, presidente do Turismo Centro de Portugal, esta terça-feira, no Museu Nacional Ferroviário, no Entroncamento.

Ao discursar que «este é um produto que permite combater quer a baixa estadia média, quer a sazonalidade», Pedro Machado sustentou ainda que a ideia de se «construir um produto turístico que está presente o ano inteiro e que permite alavancar estadias mais prolongadas, reforça depois a relação quer com o alojamento, quer com a restauração, quer com a economia local, quer com os serviços».

Teresa Ferreira, diretora do Departamento de Dinamização da Oferta e dos Recursos do Turismo de Portugal, ao recordar a fase inicial de conceção do produto, sublinhou que «juntos, temos feito um enorme esforço no trabalho de estruturação de um produto turístico à escala nacional. Agora estamos em modo de celebração, pois começamos a ver os seus frutos».

Entre os vários pontos presentes na Declaração de Compromisso, o turismo centro de Portugal, os parceiros e os municípios comprometem-se a disponibilizar informação atualizada sobre a oferta de Turismo industrial, nos respetivos websites, bem como a participação simultânea em iniciativas para a promoção deste produto.