APPII

Recuperação da economia vai minimizar risco do fim das moratórias

Ana Tavares |
Recuperação da economia vai minimizar risco do fim das moratórias

Quem o diz é José Maria Brandão de Brito, Economista-Chefe do Millennium bcp, que falava durante a I Conferência da Promoção Imobiliária em Portugal, na sessão “A economia Portuguesa em tempos de crise e o impacto no mercado imobiliário” afirmando que «o importante é que o mercado de trabalho já esteja em recuperação no primeiro trimestre de 2021», quando terminam estas moratórias. No entanto, lembra que «nada impede que sejam prolongadas».

José Maria Brandão de Brito aponta que «o desconfinamento está a levar a uma recuperação muito rápida, ainda que parcial. Em 2021 não vamos conseguir recuperar todo o prejuízo que tivemos, mas a recuperação será forte». E, nesse contexto, acredita que «é fundamental que hajam condições de financiamento para que esta recessão não se prolongue demasiado no tempo».

A nova crise que se avizinha, devido à pandemia, «é uma situação radicalmente distinta de 2008, quando o mercado se ressentiu pela falta de capacidade de financiamento». E, numa altura em que «o quadro regulatório dos bancos é muito mais apertado», não tem dúvidas de que «o imobiliário é um setor ao qual a banca vai estar muito atenta. A alavancagem é ainda muito reduzida neste segmento, e é um setor onde vamos continuar a ver investimentos».

O responsável prevê que «vai haver um claro aumento do custo do crédito», que considera «inevitável», mas considera que «não deverá ser um choque muito grave para o sistema financeiro, já haverá outra capacidade das famílias responderem às suas obrigações financeiras».

A I Conferência da Promoção Imobiliária em Portugal é uma iniciativa da APPII e da VI. Realiza-se este ano num formato 100% online através da plataforma Accelevents a 8 de setembro. Garanta já a sua inscrição e saiba mais sobre o evento aqui.