Proptech

Proptech Tiko chega a Portugal com nova forma de vender casa

Ana Tavares |
Proptech Tiko chega a Portugal com nova forma de vender casa

A proptech espanhola Tiko já trouxe a sua nova forma de comprar ou vender casa para Portugal, arrancando assim a sua internacionalização.

Focada no segmento Buy to Sell, a Tiko apresenta aos proprietários dos imóveis uma proposta em 24h. Para tal, desenvolveu um algoritmo de avaliação automática de propriedades chamado Tikoanalytics™, que permite calcular preços para as casas que se encontram no mercado. Para obter uma proposta pela sua casa, os proprietários apenas têm de preencher um formulário simples com os dados básicos do imóvel. Com essa informação, a PropTech é capaz de calcular um preço para o imóvel sem vê-lo e em apenas 24 horas.​

Uma vez aceite a proposta, realiza-se a vistoria técnica ao imóvel e a transferência da propriedade. Os procedimentos são simplificados ao máximo e o cliente recebe 100% do preço da oferta perante o notário, em poucos dias ou no momento que for mais conveniente para o proprietário.​

A Tiko compra assim os imóveis diretamente e vende-os em menos de 90 dias. Em comunicado, explica que «ao ser compradora direta e não intermediária, a Tiko gere todo o processo, garantindo que a venda e o pagamento sejam feitos em poucos dias. O modelo da Tiko é baseado no volume; obtém margens pequenas sobre um grande volume de transações».

«É com orgulho que iniciamos o nosso plano de expansão para países europeus, e nada melhor que começar pelo nosso país vizinho. Temos uma perspetiva muito otimista para o mercado português. Lisboa só por si é bastante atrativa e tem um volume de transações superior a 50k, um valor semelhante ao de Barcelona, a segunda maior cidade espanhola», afirma em comunicado revela Sina Afra, CEO da Tiko.

«Se a isto juntarmos o fato de sermos o primeiro iBuyer internacional a atuar no país e o nosso modelo de negócio, acredito que seremos muito bem recebidos nesta cidade. A Tiko é capaz de cobrir necessidades que eram menos acessíveis com o modelo tradicional, tais como a racionalização e eficiência dos processos», completa.