Construção

Primeira fase do novo Hospital da Estrela está quase concluída

Susana Correia |
Primeira fase do novo Hospital da Estrela está quase concluída

A primeira fase de construção do novo Hospital da Estrela, que integrará a nova unidade de cuidados continuados da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa (SCML) está quase concluída.

Da autoria do arquiteto André Caiado, do ateliê Contacto Atlântico, o projeto assenta na reabilitação do antigo Hospital Militar da Estrela, que ali funcionou durante mais de dois séculos, até ao seu encerramento em 2013.

Numa empreitada executada pela Acciona, abrange 16.000 m², incluindo mais de 7.000 m² de fachadas que também estão a ser integralmente reabilitadas com recurso a um sistema de fachadas ventiladas, assim ganhos de eficiência energética a par com uma maior durabilidade, fácil manutenção e versatilidade do ponto de vista estético.

Nesta primeira fase, o edifício está a ser revestido com placas de fibrocimento Equitone, uma marca do grupo ETEX, tendo a escolha recaído sobre as linhas Equitone [tectiva], com aplicação de cerca de 5.000 m² de painéis na cor branca e outros 1.000 m² na cor cinza, a que se somam outros 1.000 m² de placas Equitone [linea] LT90 também na cor branca.

«Pontuar as placas Tectiva branco com as cinza permite fazer um jogo de sombras muito apelativo, conseguido apenas por essa diferença cromática dos painéis. Ao mesmo tempo, as placas Linea em branco conferem um aspeto texturado, que acrescenta estrutura e profundidade à fachada. Esta escolha vai conferir uma dinâmica visual muito interessante ao projeto, apenas jogando com cores e texturas. Tudo isto associado às grandes mais valias dos revestimentos Equitone, que são a sua capacidade de resistência, isolamento, durabilidade, leveza e manutenção», comenta Gilberto Barbosa, Account Manager da EQUITONE para Portugal.

Situado em pleno coração de Lisboa, junto à Basílica da Estrela, este projeto de requalificação irá desenvolver-se em três fases para instalar uma unidade de cuidados continuados integrados, incluindo áreas especializadas na pediatria e demência.

Com uma expetativa de duração de cerca de 50 a 60 anos, o sistema de fachadas de fibrocimento Equitone está já presente em diversos projetos de referência de norte a sul do país, incluindo a nova sede da Polícia Judiciária de Lisboa, o Complexo Ambiental da Lagoa das Sete Cidades e a Escola Água de Pau, ambos em São Miguel (Açores), bem como a Escola Secundária de Olhão, o edifício da Santa Casa da Misericórdia de Valpaços ou ainda o Bairro do Sobreiro, na Maia, entre vários outros