Crédito

Prestação da casa vai subir entre 1% e 7%

Felipe Ribeiro |
Prestação da casa vai subir entre 1% e 7%

Por vias da atual conjuntura em que vivemos, com a subida de vários bens primários e secundários, a habitação sofrerá também agravamentos no que toca aos preços. As famílias cuja taxa do crédito da casa seja revista em maio vão ver a prestação subir entre 1% e 7%, consoante o indexante utilizado no contrato, sendo o maior agravamento registado desde a última crise financeira, em 2011.

Os empréstimos ligados à Euribor a seis e 12 meses vão ser os mais penalizados. De acordo com o Eco, ao considerarmos um empréstimo de 150 mil euros, num prazo de 30 anos, e com um spread de 1%, as famílias que tiverem créditos ligados à Euribor a seis meses vão ver, já neste mês de maio, a prestação subir mais de 3%. Assim, esta subida equivale a um aumento da prestação em quase 14 euros, posicionando o valor da mensalidade ao banco acima dos 460 euros nos pósteros seis meses.

Já no que diz respeito à Euribor a 12 meses, a prestação subirá 7%, para cerca de 482 euros no decorrer do próximo ano.