Habitação

Preços das casas sobem 14,1%

Felipe Ribeiro |
Preços das casas sobem 14,1%

De acordo com a informação divulgada esta quinta-feira pelo INE, o preço mediano da habitação aumentou, em termos homólogos, em 23 das 25 sub-regiões (NUTS III).

Em Portugal, no quarto trimestre de 2021, o preço mediano de alojamentos familiares foi de 1.355 euros/m2, registando-se uma subida homóloga de 14,1%. No trimestre anterior tinha sido 12,2%, pelo que os dados mostram que a subida dos preços acelerou no final do ano passado. No trimestre anterior, verificou-se +12,2%, sendo que os dados exibidos revelam uma aceleração na subida dos preços, no final de 2021.

Para além de serem as duas sub-regiões com preços medianos da habitação mais elevados – Algarve (2 114 €/m2) e Área Metropolitana de Lisboa (1 904 €/m2) – foram também aquelas que registaram os valores mais elevados nas duas categorias de domicílio fiscal do comprador: Território Nacional (respetivamente, 1 969 €/m2 e 1 858 €/m2) e estrangeiro (2 547 €/m2 e 4 283 €/m2).

Na Área Metropolitana de Lisboa, no 4º trimestre de 2021, a variação homóloga dos preços aumentou em 7 dos 11 municípios com mais de 100 mil habitantes da região, sendo que a aceleração sido superior à verificada a nível nacional (+1,9 p.p.).

Na Área Metropolitana do Porto, os municípios de Maia (+10,5 pontos percentuais) e Vila Nova de Gaia (+8,1 pontos percentuais) registaram um aumento das taxas de variação homólogas superiores ao país, assim como na região de Lisboa.

De destacar ainda que, em termos concretos, em Lisboa (+0,4 p.p.) e Porto (+0,9 p.p.) a aceleração foi menos expressiva.