Proptech

Plataforma Casavo chega a Portugal com €100M para investir

Ana Tavares |
Plataforma Casavo chega a Portugal com €100M para investir

A proptech Casavo, focada no mercado residencial, acaba de arrancar a sua operação em Portugal, nomeadamente em Lisboa, e tem 100 milhões de euros para investir na compra de casas.

Esta plataforma realiza avaliações de imóveis com base no seu algoritmo patenteado e permite submeter ofertas em 48 horas. Já presente noutros países da Europa, adquire imóveis diretamente aos proprietários, assegurando todo o processo de transação e pagamento na íntegra em 7 dias. Posteriormente, a Casavo encarrega-se das obras de renovação e coloca novamente os imóveis à venda com preços «dentro dos valores médios do mercado».

A chegada a Portugal acontece num momento em que o setor imobiliário regista «um grande crescimento», e segue a estratégia de expansão da Casavo. A ideia é «trazer liquidez ao mercado imobiliário e transparência a um processo tradicionalmente complexo e desgastante para os vendedores».

Além disso, a Casavo estabelece parcerias com agentes imobiliários e «oferece-lhes soluções tecnológicas que lhes permitem adaptar a sua oferta às novas exigências dos clientes, sendo mais eficientes e aumentando o número de transações que efetuam». Quer alargar a sua rede atual através destas mesmas parcerias.

Duarte Ferreira dos Santos, vice-presidente de Investimentos da Casavo em Lisboa, comenta em comunicado que «o mercado imobiliário na área metropolitana de Lisboa tem uma dimensão interessante, com mais de 70.000 transações por ano, e tem as características ideais para uma plataforma como a nossa, uma vez que as pessoas continuam a preferir comprar casa em vez de alugar. Por outro lado, a grande maioria das casas foram construídas antes dos anos 80 e, como tal, necessitam de renovação».

Completa que «além disso, o mercado imobiliário português, tal como outros mercados no sul da Europa, ainda é muito fragmentado, complexo e offline, e a pandemia acelerou a alteração do comportamento dos consumidores em direção à digitalização. Assim, através de ferramentas como a avaliação instantânea de imóveis e a apresentação de ofertas num curto espaço de tempo, a Casavo traz mais transparência, confiança e comodidade aos utilizadores».

Para a Casavo, entrar em Portugal é «a oportunidade ideal para continuarmos a nossa missão de mudar a forma como as pessoas vendem, vivem e compram casas na Europa. Queremos transformar e inovar os processos associados ao mercado imobiliário e ser uma opção disruptiva».

Já com equipa e escritório em Lisboa, a Casavo planeia contratar mais de 20 pessoas nos próximos meses para reforçar o seu plano de crescimento em Portugal, e já começou a adquirir imóveis no centro da capital, mas deverá alargar a sua área de atuação a outras cidades «em breve».