Passagem da Comporta para Paula Amorim e Berda é oficial em abril

Ana Tavares |
Passagem da Comporta para Paula Amorim e Berda é oficial em abril

 

A proposta desta joint venture venceu a aprovação da assembleia de participantes da Gesfimo em novembro passado, por um valor de 158,2 milhões de euros a pagar pelos dois ativos imobiliários da Herdade da Comporta.

Segundo o Negócios e o Eco, desde então têm vindo a ser negociados alguns detalhes, como o acesso aos terrenos e infraestruturas da herdade. Estes processos administrativos deverão ficar concluídos em abril, quando poderá ser assinada a escritura de compra dos terrenos.

A primeira fase de construção deste projeto prevê 52 moradias turísticas, num investimento de 300 milhões de euros, segundo a mesma fonte. O investimento total previsto pelo consórcio ultrapassa os 1.000 milhões de euros, segundo avançou José Cardoso Botelho, diretor executivo da Vanguard Properties (empresa portuguesa de Claude Berda), à VI em novembro passado.