Habitação

Oeiras reforça oferta pública de habitação com 500 fogos

Ana Tavares |
Oeiras reforça oferta pública de habitação com 500 fogos

A notícia foi avançada pelo autarca, Isaltino Morais, durante a entrega de casas municipais a 11 famílias do concelho este mês. Para este investimento, a autarquia conta com o apoio do IHRU, através de um protocolo assinado em julho que prevê a adesão de Oeiras ao 1º Direito – Programa de Apoio ao Acesso à Habitação, criado pelo Governo com o objetivo de resolver carências habitacionais graves.

Este acordo com o Estado envolve um montante global de 103 milhões de euros, segundo avança o Público. Em resposta ao jornal, a autarquia explicou que o IHRU deverá avançar com um total de 85,7 milhões de euros, 39,4 dos quais a fundo perdido e 46,2 milhões via empréstimo bonificado. O restante investimento será camarário, pelo que o investimento da autarquia deverá somar os 64 milhões de euros.

O lançamento destes projetos acontece numa altura em que o concelho tem 1.793 pessoas e agregados familiares com carências habitacionais consideradas graves.

 

Mais oferta para a classe média e sem-abrigo

Paralelamente, a autarquia pretende começar a adquirir casas para arrendar a preços acessíveis à classe média, indo além da habitação social.

Estas habitações já existentes deverão ser colocadas posteriormente no mercado de arrendamento.

A CMO pretende ainda investir num hostel social para sem-abrigo e em novas residências sénior. Estas habitações estão também previstas no âmbito deste contrato assinado com o IHRU.