Construção

Obras públicas estabilizam com recuperação dos contratos celebrados

Ana Tavares |
Obras públicas estabilizam com recuperação dos contratos celebrados

De acordo com o Barómetro das Obras Públicas da AICCOPN, o volume de concursos de empreitadas abertos e objeto de anúncio em Diário da República ao longo deste ano «permanece em máximos históricos desde o início desta série que remonta a 2010».

Segundo o barómetro, o total de contratos de empreitadas celebrados no âmbito de concursos públicos até ao final de julho, e reportados no Portal Base, foi de 1.116 milhões de euros, menos 8% abaixo do apurado em igual período acumulado do ano passado. A AICCOPN destaca a celebração (em julho) dos contratos relativos a duas empreitadas de modernização das linhas da Beira Alta e do Oeste, num valor de 243 milhões de euros.

Por outro lado, no que diz respeito aos contratos de empreitadas celebrados em resultado de Ajustes Diretos e Consultas Prévias, apura-se um aumento de 2% em termos homólogos, para 243 milhões de euros.

Pode ler-se no relatório que «no seu conjunto, o total de empreitadas de obras públicas objeto de celebração de contrato e registo no Portal Base até final de julho, apresenta uma estabilização em termos homólogos, situando-se nos 1.519 milhões de euros, menos 2% que o verificado em 2019».