Empresas

Novas constituições de empresas imobiliárias descem 21%

Ana Tavares |
Novas constituições de empresas imobiliárias descem 21%

Os números do Barómetro Setorial da Informa D&B mostram que todas as áreas empresariais foram impactadas pela pandemia. Apesar de também a abertura de novas empresas da área imobiliária ter descido 20,9%, num total de 3.987 novas constituições, também o fecho de empresas abrandou 22,2% para as 843 empresas fechadas. Neste período, foram também registados 48 processos de insolvência, menos 9,4% que no ano anterior.

As Atividades Imobiliárias representam 10,6% das novas aberturas registadas no ano de 2020. Neste setor, foram criadas 4 novas empresas por cada encerramento. Existem hoje 41.012 empresas imobiliárias, 8% do total das 509.913 empresas existentes.

A tendência é semelhante no setor da construção, que viu nascer 4.116 novas empresas, menos 23,3% que em 2019, e fechar 1.205 empresas, menos 31,6% que no período anterior. Abriram processos de insolvência 221 empresas, menos 6,4% que em 2019.

O setor representou 11% das novas aberturas de empresas ao longo do ano. Na construção, foram criadas 1,6 empresas por cada encerramento. Existem hoje 45.372 empresas deste setor, 8,9% do tecido empresarial.

Só o setor dos transportes registou um aumento no número de encerramentos em 2020, de 4,7%, num total de 708 empresas fechadas, e menos 55,9% novas empresas constituídas. O setor do Alojamento e Restauração foi aquele que registou maior aumento do número de processos de insolvência, numa variação de 57%, seguido pelos 23,3% das TIC.

No total, foram constituídas 37.558 novas empresas em 2020, menos 24,2% que em 2019. Fecharam 13.362 empresas, menos 25,1%, e os processos de insolvência subiram 3,2% para os 2.270.