Mercado regista “menos sazonalidade e mais diversidade”

Ana Tavares |
Mercado regista “menos sazonalidade e mais diversidade”

Segundo o CEO da Enolagest SGPS, Reinaldo Teixeira, «atualmente a época alta tem início na Páscoa, um dado importante por representar uma expressiva diminuição da sazonalidade das atividades turísticas e do imobiliário vocacionado para o turismo residencial», refere em comunicado de imprensa relativo às previsões para o setor para 2019.

Esta tendência «está confirmada pelos resultados obtidos em 2018 e pela confirmação das previsões definidas para 2019, ao longo do primeiro quadrimestre do ano e reflete-se nos resultados obtidos pela maioria das empresas participadas do grupo». O volume de negócios da Enolagest registou nos primeiros quatro meses do ano uma subida de 6% face a igual período do ano passado, «um resultado muito positivo para o qual contribuíram fatores como uma maior diversidade dos mercados de procura, quer no arrendamento ou na aquisição de imóveis, mais promotores a colocar novos imóveis e assim a colmatar a escassez da oferta, mas também um aumento expressivo nos serviços solicitados», quer no Algarve, onde se localiza a sede, como na delegação de Lisboa, salientou Reinaldo Teixeira.

Por outro lado, este responsável destaca que a maior diferença relativamente à atividade do Grupo Garvetur| Enolagest assenta na maior ocupação ao longo do ano, «o que permite rentabilizar de forma sustentada investimentos feitos no âmbito da inovação tecnológica, na formação de colaboradores e na melhor qualidade dos serviços».

O grupo redefiniu este ano a sua estratégia de comunicação e promoção dos seus ativos e serviços, nomeadamente com um reforço na captação das famílias mais jovens, que procuram a sua primeira habitação, associando o produto arrendamento para férias e lazer ao da aquisição de residência. Sem esquecer os clientes estrangeiros, que representaram mais de 60% das operações imobiliárias concretizadas pela empresa nos últimos 4 anos.