Lisboa conquista terreno como destino residencial de luxo em 2017

Susana Correia |
Lisboa conquista terreno como destino residencial de luxo em 2017

Esta é uma das principais conclusões extraídas do mais recente Alpha Cities Index, que todos os anos lista as localizações urbanas mais desejáveis a nível mundial e que é produzindo pela Warburg, Realty e pela Barnes International Realty, em associação com a consultora Wealth-X. Embora por agora ocupe a 30ª posição no ranking liderada por Londres, a previsão é que Lisboa assista a um forte aumento da sua popularidade enquanto destino de investimento residencial pelos UHNWI ao longo deste ano, tendo sido classificada como “city to watch”.

Entre as vantagens apontadas a Lisboa, os autores do ranking destacam a atratividade e os benefícios dos programas fiscais para residentes estrangeiros, como o Golden Visa e o Programa para os Residentes-Não Habituais, este último dirigido sobretudo a cidadãos europeus que queiram mudar a sua residência para Portugal. Mas os atrativos da capital portuguesa não se ficam por aqui, com os autores a destacar ainda a atmosfera hospitaleira e fervilhante, uma economia orientada para o desenvolvimento tecnológico, um clima ameno e uma cultura vibrante.                  

As cidades incluídas neste ranking são analisadas sob um conjunto de fatores que contemplam quer questões práticas (ligações de transportes, segurança pessoal, eco-friendliness, acesso a universidades de topo) e questões financeiras (facilidade em fazer negócios, competitividade fiscal, estabilidade financeira e o preço do imobiliário), quer questões como a diversidade e riqueza da herança cultural, a existência de lojas de luxo e o número de residentes UHNW.