Habitação

JLL comercializa novo Sesimbra Cliffs

Ana Tavares |
JLL comercializa novo Sesimbra Cliffs

A 40 minutos de carro de Lisboa e a poucos passos da Praia da Califórnia, o Sesimbra Cliffs destaca-se pelas suas vistas para o mar, arquitetura contemporânea e amplos apartamentos e áreas exteriores, com preços a partir dos 150.000 euros. As frações têm áreas entre os 45 e os 128 m² e usufruem de uma série de serviços integrados com custos de condomínio reduzidos, como zona desportiva, piscina, garagem, arrecadação e segurança 24 horas.

De acordo com a JLL, que comercializa o projeto, o feedback do mercado «não podia ser mais positivo», registando mais de 100 pedidos de informação só na primeira semana de lançamento, já com várias reservas em curso.

Neste momento, os portugueses representam 70% desta procura, oriundos essencialmente da zona de Sesimbra e de Lisboa. Entre os estrangeiros, destaque para os franceses e brasileiros, e para um crescente interesse dos países nórdicos, nomeadamente da suécia.

Patrícia Barão, Head of Residential da JLL, comenta em comunicado que «o Sesimbra Cliffs não só corresponde às novas necessidades habitacionais motivadas pelo contexto pandémico, como oferece uma proposta de valor muito vantajosa, com uma gama de preços desde 150.000 euros. São habitações de elevada qualidade e muito completas numa localização de praia e, para mais, a menos de uma hora de Lisboa. Para não falar da vista totalmente desafogada sobre o mar».

A responsável avança ainda que «temos registado uma forte procura para primeira habitação, quer de portugueses que procuram uma nova casa com mais áreas exteriores e valências complementares fora dos centros urbanos, muito motivada pela continuidade expectável do teletrabalho, mas também de estrangeiros que procuram residir de forma mais permanente em Portugal. No entanto, a principal tendência ainda parece ser a de comprar uma segunda habitação, para férias ou fins de semana junto ao mar, aproveitando a oportunidade de valor deste produto que, durante anos, não existiu na oferta imobiliária na costa sul de Lisboa».