Fundos

Fundos imobiliários fecham 2021 a gerir €10.924 milhões de euros

Ana Tavares |
Fundos imobiliários fecham 2021 a gerir €10.924 milhões de euros

Em dezembro, o valor sob gestão dos fundos de investimento imobiliário (FII, FEII e FUNGEPI) somou os 10.924 milhões de euros, mais 109,7 milhões (1%) que em novembro.

O montante investido nos fundos de investimento imobiliário subiu 0,7% para os 8.198 milhões de euros. No caso dos FEII, o valor subiu 0,4% para os 2.323 milhões, e os FUNGEPI geriam mais 13%, num total de 402 milhões de euros.

Os países da União Europeia foram o destino da totalidade do investimento feito em ativos imobiliários. 48% da carteira dos FII e FEII abertos foi aplicada em imóveis do setor dos serviços. 46% dos investimentos dos FUNGEPI destinaram-se ao mesmo setor.

Em dezembro, a SquareAM liderava com uma quota de mercado de 11,6%, seguida pela Interfundos, com 11,2%, e pela Caixa Gestão de Ativos, com 8,5%.

Neste mês, foram constituídas a sociedade de investimento imobiliário "Reward Properties I - SICAFI, S.A." gerida pela Insula Capital, a "Touchwise, SICAFI, S.A", gerida pela LYNX Asset Managers e a "Castro Red Capital, SICAFI, S.A.", gerida pela Silvip.

Segundo os números da CMVM, foram também liquidados o fundo especial de investimento imobiliário "Porto d'Ouro - Fundo Especial de Investimento Imobiliário Fechado", gerido pela Caixa Gestão de Ativos e os fundos de investimento imobiliário "Montepio Arrendamento - Fundo de Investimento Imobiliário de Arrendamento Habitacional" e "Montepio Arrendamento II - Fundo de Investimento Imobiliário de Arrendamento Habitacional" geridos pela Montepio Valor.

Foi também declarada a insolvência do fundo de investimento imobiliário "Invesfundo II - Fundo de Investimento Imobiliário Fechado", gerido pela Gesfimo.