Mediação Imobiliária

Faturação da Coldwell Banker sobe 136%

Ana Tavares |
Faturação da Coldwell Banker sobe 136%

Em 2021, a faturação da rede Coldwell Banker® em Portugal subiu 136% face ao ano anterior, ano em que também o número de transações subiu 124%, num total de 537 negócios. O volume de negócios acumulado em 2021 fixou-se nos 112,9 milhões de euros.

No final do ano, a carteira de imóveis da imobiliária estava avaliada em 750 milhões de euros, um aumento face aos 395 e 218 milhões de euros dos dois últimos anos, respetivamente.

O valor médio de venda dos imóveis intermediados pela Coldwell Banker foi de 481.500 euros, e de 1.695 euros no caso do arrendamento. Lisboa, Cascais, Sintra, Loures e Amadora destacam-se nos concelhos com maior número de transações.

A produtividade dos consultores cresceu, com a faturação média por consultor a fixar-se nos 50.600 euros, quase o dobro do ano anterior.

Só no segmento de luxo, no qual trabalha a Coldwell Banker Global Luxury®, que representa 23,2% da faturação da Coldwell Banker, o valor médio de venda foi de 1,8 milhões de euros.

Francisco Abecassis, CEO da Coldwell Banker, destaca em comunicado que estes resultados «são altamente positivos e um claro reflexo de que o mercado imobiliário em Portugal continua a crescer. A prova deste vigor é o aumento crescente da procura e da valorização dos imóveis no país».