Hotelaria

Faltam 15.000 trabalhadores à hotelaria

Ana Tavares |
Faltam 15.000 trabalhadores à hotelaria

A Associação da Hotelaria de Portugal identificou num estudo recente que o setor tem falta de 15.000 trabalhadores.

A conclusão foi apresentada na conferência de imprensa que antecede o início do 32º Congresso Nacional da Hotelaria e Turismo, organizado pela AHP em Albufeira até sexta-feira.

Cristina Siza Vieira, vice-presidente da AHP, explica que estas conclusões preliminares têm base num inquérito levado a cabo junto dos associados, que será apresentado após o congresso. Responderam 60% dos associados, representativos de 35.000 quartos e 400 hotéis, que acusaram a necessidade de 7.200 trabalhadores.

Raul Martins, presidente da AHP, explicou que «estima-se, fazendo uma proporção, que faltem 15.000 trabalhadores» à hotelaria.

As áreas da receção, mesa e cozinha são aquelas com maior falta de recursos humanos. As necessidades também variam consoante as regiões do país. Lisboa tem mais falta de colaboradores na área dos recursos humanos e administrativos, e no Norte faltam trabalhadores nos SPAs.

A falta de recursos humanos na hotelaria é um problema antigo agravado com a pandemia. Será discutido no Congresso da AHP, que este ano se realiza sob o mote “O Turismo tem Futuro”.