Benefícios de contratos longos não cativam os proprietários

Ana Tavares |
Benefícios de contratos longos não cativam os proprietários

Foi há cerca de 1 ano que entrou em vigor a nova lei que estipula taxas de IRS mais baixas no caso de contratos de arrendamento de longa duração. Contratos entre 2 e 5 anos têm uma redução da taxa liberatória de IRS de 28% para 26%. Entre 5 e 10 anos, a redução é para os 23% e, caso estes contratos sejam renovados, a nova redução passa para 14%. Contratos de 10 ou mais anos têm uma redução também para 14% e os superiores a 20 anos têm uma descida para 10%.

No entanto, dos 245.072 novos contratos de arrendamento registados no portal do e-arrendamento no ano passado, apenas 25.056 tinham um prazo de duração superior a 2 anos (20.302 com duração entre os 2 e os 5 anos e 3.195 entre 5 e 10 anos). É o que mostram os dados da AT aos quais o Negócios teve acesso.

Segundo o Eco, os números são ainda mais baixos no caso dos contratos a partir de 10 anos. Foram assinados 955 contratos entre os 10 e os 20 anos, e 604 com 20 anos ou mais.