Habitação

Avaliação bancária sobe para os 1.330 euros

Ana Tavares |
Avaliação bancária sobe para os 1.330 euros

Já em relação a janeiro do ano passado, a taxa de variação mais elevada registou-se no Norte, onde os preços subiram 9,2%, e a menor na Madeira, com 6,7%.

No mês passado, o valor médio de avaliação bancária dos apartamentos fixou-se nos 1.420 euros/m², mais 10,2% que em 2019. O valor mais elevado registou-se no Algarve, com 1.750 euros/m², e o mais baixo na região Centro, com 1.112 euros/m².

A subida foi mais expressiva nos Açores, com uma variação homologa de 22,3%, que comparam com a mais baixa de 8,5% da Madeira.

No que diz respeito às moradias, o valor médio de avaliação fixou-se nos 1.176 euros/m² em janeiro, mais 4,5% que em 2019. As moradias mais caras situam-se também no Algarve, com 1.717 euros/m², e na Área Metropolitana de Lisboa, com 1.632 euros/m². O Algarve registou a maior subida da avaliação das moradias, de 7,3% face ao ano anterior.

As regiões do Algarve, AML, Alentejo Litoral, Madeira, Área Metropolitana do Porto e Alentejo Central registaram um valor médio de avaliação bancária acima da média nacional (49%, 41%, 22%, 21%, 15% e 5% acima, respetivamente).