APEMIP antevê crescimento de mercado de 30%

Ana Tavares |
APEMIP antevê crescimento de mercado de 30%

Este crescimento deverá acontecer a par de mais um ano muito positivo para o turismo nacional, e caso o Estado não avançar com novas alterações fiscais que desincentivem o investimento, nomeadamente «se deixar o mercado funcionar, vamos crescer, porque Portugal está com um potencial enorme. Vai ser um bom ano para o turismo, pelo que vai ser bom para nós», disse o responsável, recordando que o turista em Portugal «gosta de se fidelizar e adquire imobiliário».

O crescimento deverá acontecer em particular pela via da abertura de novas imobiliárias e no crescimento das empresas licenciadas: «à medida que há recuperação económica, um grupo de empresas pequeninas cresce muito facilmente, quando há uma crise económica também desaparecem muito facilmente».

Uma das preocupações da APEMIP continua a ser o mecanismo dos “golden visa”, acreditando que o Governo tem de agilizar este processo sob o risco de o país ficar sem investimento. «Espero que no espaço de um mês o Governo português tome uma decisão sobre esta questão, porque precisamos deste investimento como de pão para a boca até porque o investimento chinês atinge proporções mais elevadas», cita o Negócios. «O Governo tem de exigir responsabilidades» sobre processos que não avançam.