Hotelaria

Algarve prenuncia 63% de reservas hoteleiras na Páscoa

Felipe Ribeiro |
Algarve prenuncia 63% de reservas hoteleiras na Páscoa

O mês de março de 2022, face a 2019, denotou várias oscilações no que diz respeito às unidades de alojamento do Algarve. Importante sublinhar que o Carnaval este ano foi no dia 1 de março, e em 2019 no dia 5.

Relativamente à taxa de ocupação quarto registou-se um valor de 45,6%, cifra abaixo do que se havia verificado em 2019 (-11,7%). Já quando comparado ao ano de 2021, a ocupação média subiu +765%.

O mercado nacional conta com 14,5% das dormidas, sendo o mercado britânico aquele que regista um maior percentual, com 31,3% das dormidas na região algarvia.

Em termos de perspetivas para a Páscoa deste ano, o nível de reservas situa-se nos 63%, sensivelmente o mesmo valor verificado em 2019, sendo que a estadia média prevista é de 3,9 noites. Ainda comparando ao ano referenciado, verifica-se um aumento no número de cancelamentos.

O impacto que a inflação terá no aumento dos preços no alojamento e na quebra de reservas, ainda não se encontra registado. De momento, é possível constatar que, cerca de 50% das reservas são de portugueses, seguidas pelas reservas do Reino Unido e da Espanha.

Há uma expetativa de um aumento nas ocupações de, em média, 3% face ao verão de 2019.