Habitação

Número de casas transacionadas em 2021 subiu 20,5%

Felipe Ribeiro |
Número de casas transacionadas em 2021 subiu 20,5%

Em 2021, foram licenciados 25409 edifícios em Portugal, o que corresponde a um acréscimo de 8,2% face a 2020. Foram também licenciados 36.731 fogos no país, um acréscimo de 8,7% relativamente a 2020 (33.806 fogos), estima o INE.

O número de casas que foram transacionadas neste período atingiu um novo máximo, concretamente de 165.682, um crescimento de 20,5% face a 2020.

Conforme as estatísticas da construção e habitação, divulgadas hoje pelo INE, estima-se também que se concluíram 15262 edifícios em 2021, correspondendo a um acréscimo de 3,6% face ao ano anterior.

Das 165.682 casas transacionadas, o valor médio ascendeu a 28.100 milhões de euros, 31,1% acima do registado em 2020, a passo que o preço mediano de alojamentos familiares transacionados foi de 1.297 euros por metro quadrado, o que equivale a um aumento de 9% quando comparado ao ano anterior.

Nas sub-regiões do Algarve (2 000 €/m²), Área Metropolitana de Lisboa (1 813 €/ m²), Região Autónoma da Madeira (1 436 €/ m²) e Área Metropolitana do Porto (1 370 €/ m²), o preço mediano da habitação manteve-se acima do valor nacional.

No que à renda mediana dos novos contratos de arrendamento de alojamentos familiares em Portugal diz respeito, atingiu 6,04 €/m², um aumento de 7,7% face a 2020. Verificou-se, de igual forma, um aumento de 9,4% no número de novos contratos celebrados.