Luís Lima reeleito presidente da APEMIP

Ana Tavares |
Luís Lima reeleito presidente da APEMIP

O responsável comenta em comunicado que «mais do que nunca chegou a hora da mediação imobiliária ser autorregulada e de dar este passo que já esteve previsto protocolarmente, mas que foi adiado no período da Troika, por não se considerar um tema prioritário. Mas agora é. O mercado exige-o, a classe também, e a APEMIP será sempre o que as suas associadas quiserem que ela seja. E, neste momento, exigem que tenha mais responsabilidades, o que poderá acontecer com uma eventual transição para uma Ordem profissional (...)».

Por outro lado, destaca que «a crise habitacional que se vive no setor poderá pôr-nos à prova, nomeadamente através de eventuais medidas que o Estado, que por via do poder central, quer por via das autarquias, possa assumir para dar uma resposta imediata aos problemas existentes. A APEMIP tem feito um papel de mediador e conciliador das realidades, tentando que o Estado possa, em conjunto com os agentes do setor, encontrar as soluções necessárias para corresponder às necessidades dos jovens e famílias portuguesas, deixando o mercado funcionar».