Patrizia compra edifício para hotel de luxo no Cais do Sodré (atual.)

Ana Tavares |
Patrizia compra edifício para hotel de luxo no Cais do Sodré (atual.)

Sem revelar o valor do investimento, a empresa avançou em comunicado apenas que o ativo Tagus Square se situa na Praça Duque da Terceira, e que foi comprado a um investidor privado em nome de um fundo de pensões alemão.

Depois de reabilitado deverá dar origem a uma unidade de 4 ou 5 estrelas com mais de 100 quartos e uma área total de 6.200 m². Decorrem neste momento as negociações com potenciais operadores hoteleiros.

Augusto Zunzunegui, diretor de transações da Patrizia Iberia, comenta que «esta aquisição de um dos poucos locais para desenvolver um hotel em locais históricos de Lisboa demonstra a nossa capacidade de conseguir ativos de grande qualidade em mercados muito competitivos».

A gestora acredita que «à  medida que a economia portuguesa continua a crescer, este projeto de alta qualidade situado perto da frente ribeirinha e numa zona vibrante e na moda de Lisboa está bem posicionado para tirar partido da forte procura de camas de hotelaria face à crescente atração de empresas internacionais, investidores e turistas por parte de Lisboa».

A gestora foi acompanhada nesta transação pela Morais Leitão, pela Gleeds e pela Aldaba Partners. O vendedor foi representado pela JLL e pela Pares Advogados.

Gonçalo Santos, diretor de Development da JLL, comenta que «por se tratar de um imóvel icónico numa localização prime e com um potencial de desenvolvimento de elevado valor, o Tagus Square é um verdadeiro ativo troféu, e isso foi bem visível no disputado processo competitivo para a sua compra. Nas mãos de um investidor de referência como a Patrizia Immobilien, irá, com certeza, dar lugar a um projeto que vai não só dignificar a histórica praça Duque da Terceira, como elevar ainda mais todo o eixo do Cais do Sodré em termos urbanísticos e criar um novo ponto de atração para esta zona».

E completa que esta transação «prova que o investimento em reabilitação continua a ser um dos principais motores para a vitalidade da cidade e um importante foco de interesse dos investidores».

Neste momento, a Patrizia soma ativos sob gestão na Península Ibérica no valor de perto de 1.000 milhões de euros.

 

 

 

Atualização às 10h30 de 10 de julho