Logística

Panattoni entra em Portugal com o Castro Group com projeto de €50M

Ana Tavares |
Panattoni entra em Portugal com o Castro Group com projeto de €50M

A promotora imobiliária logística norte-americana Panattoni anunciou esta semana o seu primeiro projeto em Portugal, que será desenvolvido no complexo industrial Campo Valongo, em parceria com o Castro Group, o futuro Panattoni Park Porto – um investimento de mais de 50 milhões de euros.

A empresa comprou cerca de 150.000 metros quadrados de terrenos neste complexo industrial do distrito do Porto (o valor não foi divulgado). O Castro Group foi responsável pelo acompanhamento nas várias fases do negócio, incluindo o procurement, conceção e gestão do projeto, além das diferentes etapas do processo de pré-construção do empreendimento. Também a Savills Portugal acompanhou a operação.

O Panattoni Park Porto terá acesso direto à A41, a 2 km da A4. Vai colocar em arrendamento 75.000 metros quadrados preparados para «acomodar plataformas customizadas de logística ou cross docking em módulos a partir de 12.500 metros quadrados», refere a Panattoni em comunicado. Terá também uma área de 2.500 metros quadrados com potencial para desenvolvimento de escritórios e estacionamento para 300 veículos, até 150 cais de carga e parque para bicicletas.

O complexo vai implementar «todas as especificações de sustentabilidade de última geração sob a certificação BREEAM “Very Good”». Tem como objetivo «desenvolver soluções inovadoras, modernas, mais sustentáveis e abrangentes para o mercado português, com preços de arrendamento muito competitivos».

No mesmo comunicado, pode ler-se que «através de um acordo com o Castro Group, empresa bracarense que atua nas áreas da promoção imobiliária e construção, este investimento representa a entrada da Panattoni no mercado português, dando, assim, continuidade ao significativo volume de projetos anunciados e em desenvolvimento por toda a Península Ibérica. Um compromisso de investimento que agora se estende a Portugal, e que promete otimizar a oferta de soluções e imóveis existentes no mercado português, no segmento logístico e industrial».

Gustavo Cardozo, Panattoni's General Manager para Espanha e Portugal, destaca que «é com orgulho que anunciamos a nossa chegada ao mercado português após o acordo com o Castro Group. Um mercado com excelentes condições para investir e crescer, de mãos dadas com as empresas locais e internacionais que operam em Portugal». Salienta que «o Panattoni Park Porto é o início de um claro compromisso em continuar a crescer nos diferentes mercados da Península Ibérica, sendo Portugal um destino especial de investimento».

Paulo Castro, CEO do Castro Group, afirma que «é um marco histórico para o Grupo participar na expansão da Panattoni, em Portugal. Acreditamos que o sucesso deste projeto é prova da importância atual do setor logístico na Península Ibérica, impulsionado por diversos fatores, nomeadamente pelo crescimento do comércio eletrónico e reajustamento das cadeias logísticas. É muito gratificante o reconhecimento do nosso expertise neste setor, que nos permitiu acompanhar a Panattoni em todas das fases do negócio e consolidar a sua presença como uma referência logística em Portugal».

Já José Manuel Ribeiro, Presidente da Câmara Municipal de Valongo aponta, afirma que «é mais um grande investimento que conseguimos atrair para o nosso concelho. Acreditamos que um investimento superior a 50 milhões de euros, num parque logístico de última geração e com um parceiro internacional de referência como a Panattoni, traz mais oportunidades para o tecido empresarial local e criação de mais emprego».

Paulo Esteves Ferreira, Vereador da Câmara Municipal de Valongo, com o pelouro das obras municipais, obras particulares, mobilidade e financiamento comunitário, completa que «os empresários procuram locais estratégicos para os seus investimentos, mas a estratégia não se prende só com os números. Para atrair um investimento desta dimensão, que se irá traduzir no maior parque logístico a norte do país, o melhor que podemos oferecer, para além da redução nas taxas e de uma localização de excelência, é um atendimento transparente, numa linguagem clara, e no compromisso dos prazos acordados para o licenciamento».