Investimento vai «ultrapassar largamente» os €2.000M

Ana Tavares |
Investimento vai «ultrapassar largamente» os €2.000M

 

A conclusão é tirada do desempenho «excecional» do 1º trimestre deste ano, período durante o qual o mercado totalizou 1.400 milhões de euros investidos. Só o retalho representou 800 milhões de euros. 75% do investimento feito neste período diz respeito a operações acima dos 100 milhões de euros.

Este cenário português acontece numa altura em que o investimento imobiliário comercial na Europa registou um crescimento de 2%, totalizando os 115.400 milhões de euros, o que reafirma o atual momento positivo do mercado de investimento. O investimento em escritórios já representa 44% do total.

Segundo a consultora, Lisboa cresce juntamente com Londres, Munique, Berlim, Frankfurt ou Paris. Na capital portuguesa, a prime yield do mercado de escritórios situa-se nos 4,5%, 6% acima da média europeia de 3,9%. Depois de um período de compressão, este valor mostra-se relativamente estável atualmente, situação que se deverá manter no futuro.

Pedro Valente, do departamento de Capital Markets da Worx, nota que «2018 será um novo ano recorde para o mercado de investimento imobiliário comercial. Os níveis de liquidez irão manter-se, continuando a ser direcionados para ativos prime, e a tendência será de estabilização dos valores das prime yields». E nota que «devido à escassez de produtos, observamos um aumento da atividade do mercado da promoção, direcionada para projetos de escritórios e residencial».