Porto

Investimento na baixa e centro do Porto cresce 30% em 2021

Felipe Ribeiro |
Investimento na baixa e centro do Porto cresce 30% em 2021

Em 2021, as Áreas de Reabilitação Urbana (ARUs) da Baixa e do Centro Histórico do Porto assinalaram 583 operações de aquisição de imóveis correspondendo a um total de €197,1 milhões em transações. Face aos €147 milhões em investimento registados em 2020, em 2021, constata-se uma recuperação de 30% no montante investido nestes territórios.

Segundo os dados apresentados pelo SIR-Reabilitação Urbana, apurados pela Confidencial Imobiliário, a Baixa e Centro Histórico do Porto contribuíram com 48% de todo o investimento imobiliário concretizado no território composto pelas nove ARUs da cidade.

Em 2021, na soma das nove ARUs da cidade, foram transacionados um total de €408,9 milhões, quantidade esta que supera em 12% os €366,7 milhões transacionados em 2020. Trata-se de uma evolução positiva por conta da retoma verificada na Baixa e Centro Histórico. Nas outras sete ARUs, houve uma estabilização do investimento imobiliário: contabilizou-se €211,8 milhões em investimento imobiliário, sendo que em 2020 a atividade nesse território tinha aumentado para €219,7 milhões.

Os preços de venda da habitação neste território aumentaram 13,7% em 2021, sendo que, de acordo com o Índice de Preços da Baixa e Centro Histórico do Porto, houve uma quebra de dois anos consecutivos de descidas. Já os preços apresentavam um decréscimo de 4,8%, no final de 2020.

O preço médio de venda da habitação na ARU do Centro Histórico atingiu os 4.558€/m2, em 2021, mediante os dados do SIR-Reabilitação Urbana, liderando em relação a todas as outras ARUS. Na ARU da Baixa, o preço médio de venda estabeleceu-se nos 3.763€/m2, também em 2021.