Grupo SIL lança oficialmente projeto de €200M em Alcântara

Ana Tavares |
Grupo SIL lança oficialmente projeto de €200M em Alcântara

O projeto foi ontem apresentado durante o Salão Imobiliário de Portugal. Mesmo junto à Lx Factory, Rivart vai somar à oferta da cidade cerca de 36.000 m² de escritórios e outros 37.000 m² de habitação, num total de 230 apartamentos com tipologias T1 a T4 Duplex e áreas entre os 64 e os 275 m². Todas as unidades residenciais terão terraços e varandas privativas.

Quanto aos escritórios, estão previstos dois edifícios com 7 pisos acima do solo e 4 em cave. A construção arranca quando for encontrado o primeiro ocupante, o que o Grupo SIL acredita que deverá acontecer a breve trecho.

Vai incluir também estacionamento público de superfície com um silo de 225 lugares, uma passagem de peões para a zona do rio.

Pedro Silveira, do Grupo SIL, explicou que a ideia do projeto começou com a aquisição dos antigos armazéns do exército situados naquela zona da cidade em hasta pública, em 1993. Posteriormente, o grupo comprou 14 imóveis contíguos, num investimento total de 43 milhões de euros ao longo dos anos.

O alvará de loteamento foi conseguido só em setembro passado, e a licença de construção ainda este mês de outubro. Arrancam agora as obras de infraestruturas e os edifícios começam a ser construídos no início de 2020.

É Miguel Saraiva que assina o Rivart. Materiais nobres como o vidro, madeira e ferro foram os escolhidos. O arquiteto salienta que este projeto «acrescenta e devolve 15.000 m² de espaço público» aquela zona da cidade, e que «acrescenta valor nesta zona de intervenção. É uma conquista».

«Este projeto só foi possível devido à colaboração de profissionais que lhe foram sempre leais e a um conjunto de investidores e financiadores que nele sempre acreditaram. Só assim foi possível persistir durante mais de 20 anos para que se tornasse uma realidade», afirmou Pedro Silveira. «Vamos fazer de Alcântara um lugar espetacular», garantiu.