ESG

Fundo Corum Eurion obtém selo ESG

Ana Tavares |
Fundo Corum Eurion obtém selo ESG
Edifício Green Park, no qual o Corum Eurion comprou uma fração de escritórios no final de 2021

O fundo Corum Eurion, comercializado pela Corum Investments, é o primeiro fundo de investimento imobiliário distribuído em Portugal com selo ESG, distinção atribuída pelo Ministério da Economia e Finanças francês, que garante o cumprimento de um investimento responsável.

O investimento socialmente responsável garante a conciliação do desempenho financeiro e o desenvolvimento sustentável. O selo é atribuído a diferentes tipos de fundos, nomeadamente imobiliários, cuja gestão integra questões ambientais, sociais e de governação (ESG). Segundo a Corum, «a obtenção do selo representa uma garantia de qualidade e credibilidade para os investidores, que dão cada vez mais importância aos impactos ambientais e sociais na escolha de seus investimentos».

O fundo Eurion em particular tem como objetivos «reduzir o consumo de energia dos seus edifícios, com vista a reduzir a pegada de carbono, bem como o consumo de água e a produção de resíduos, e incentivar a eco-mobilidade».

A nível social, procura «melhorar o conforto, o bem-estar e a saúde dos ocupantes dos seus edifícios, bem como a acessibilidade aos transportes públicos, serviços e pessoas com mobilidade reduzida». E no que toca à governança, «pretende estabelecer um diálogo com os seus arrendatários de forma a ter uma abordagem comum às questões ambientais e sociais», pode ainda ler-se em comunicado.

Para avaliar este desempenho ESG dos ativos, o fundo estabeleceu 23 critérios, que medem os efeitos diretos ou indiretos do imóvel e do seu inquilino no meio ambiente, o conforto e segurança dos ocupantes ou as medidas que asseguram boa colaboração com todas as partes interessadas, entre outros.

José Gavino, Diretor da Corum Investment em Portugal, comenta que «como parceiros de longo prazo de investidores e arrendatários, é natural integrar componentes ambientais e sociais no investimento e na gestão imobiliária dos nossos ativos. A eficiência ambiental dos edifícios e o bem-estar dos seus ocupantes é uma alavanca para atingirmos o nosso objetivo de desempenho. Esta classificação é o simples reflexo das nossas convicções».