Hotelaria

ECS coloca ativos de 1.400 milhões no mercado

Ana Tavares |
ECS coloca ativos de 1.400 milhões no mercado

A portuguesa ECS Capital colocou à venda dois fundos de recuperação com ativos avaliados em 1.400 milhões de euros, avançou o PropertyEU.

Este conjunto de cerca de 20 ativos inclui o hotel de cinco estrelas Palácio do Governador, em Lisboa, e outros 9 hotéis da marca NAU no Algarve e no Alentejo. Estão também incluídos outros ativos, como os centros comerciais La Vie, no Funchal, Guarda, Porto, ou Caldas da Rainha. A concretizar-se, poderá ser um dos maiores de sempre em Portugal.

No início de fevereiro, o Económico tinha já noticiado que a sociedade gestora de fundos de capital de risco tinha colocado os dois fundos de recuperação à venda. O processo organizado de venda foi entretanto desencadeado depois da empresa ter recebido várias manifestações de interesse por parte de gestoras de fundos internacionais, sobre a totalidade ou parte dos fundos, como a Bain Capital, a Apollo, a Blackstone, a Fortress, a Cerberus e a Arrow/Norfin, recorda o Negócios.

Entre os bancos detentores de unidades de participação destes fundos estão o Novo Banco, a Caixa Geral de Depósitos, o Millennium bcp, o Santander e a Oitante (criada para os ativos do Banif).

Segundo o PropertyEU, os interessados estão a ser assessorados pela CBRE e pela JLL.