Lisboa

dst “transforma” antigo Sana Lisboa no cinco estrelas EPIC

Susana Correia |
dst “transforma” antigo Sana Lisboa no cinco estrelas EPIC

A partir de um projeto do ateliê NLA nuno leonidas arquiteto, o projeto parte da reconversão do antigo quatro estrelas localizado no início da avenida Fontes Pereira de Melo, numa empreitada avaliada em 10 milhões de euros e que será levada a cabo por três empresas do dstgroup.

A dst.sa. vai intervir na ampliação do edifício que se estende a 19 pisos da unidade, incluindo demolições, acabamentos e instalações especiais. A Bysteeel FS, especializada na conceção, engenharia e execução de fachadas e envelopes arquitetónicos para edifícios será responsável pelo projeto de caixilharia de alumínio e vidros. Por fim, a dte – instalações especiais, terá a seu cargo as empreitadas de instalações eletricas, telecomunicações, segurança, GTC e AVAC.

Integrado num plano de expansão avaliado em mais de 400 milhões de euros distribuídos em 10 novos projetos hoteleiros, entre novas aberturas e remodelações, este projeto irá culminar na transformação do Sana Lisboa num cinco estrelas com a chancela EPIC, aumentando a capacidade de alojamento e a diversificação de serviços prestados. Ap+os as obras, o hotel somará quase 400 quartos, mais 140 do que antes, ganhando dois pisos de salas de conferências e eventos, zonas de lazer, spa, duas piscinas e dois restaurantes temáticos.

Com a obra já a decorrer, José Teixeira, presidente do Conselho de Administração do dstgroup, destaca as medidas adotadas nesta e noutras empreitadas, no contexto de COVID-19. «Temos um plano de contingência extremamente rigoroso, quer na sede da empresa quer nas empreitadas atualmente em execução. A sua implementação passa, entre outras medidas, pela distribuição de kits de EPI, obrigatoriedade de medição da temperatura corporal duas vezes por dia (manhã e tarde), desinfeção de todo o estaleiro de obra e frentes de trabalho e o distanciamento social».