Corestate estuda entrada em Portugal

Vanessa Sousa |
Corestate estuda entrada em Portugal

A gestora de fundos já se encontra a estudar várias hipóteses de investimento em Lisboa. E deverá avançar com pelo menos um projeto antes de 2020, assegurou ao Eje Prime Christopher Hütwohl, responsável pela empresa em Espanha.

Em território espanhol, a empresa conta arrancar com três residências universitárias ainda este ano. As cidades eleitas por Corestate não foram reveladas, mas sabe-se que só estes três projetos representam um investimento de 80 milhões de euros. A partir de 2021, os estudantes do país poderão contar com 750 novas camas.

O conceito business apartments deverá ser introduzido em território luso através da sua marca Joyn, a qual prevê arrancar brevemente com o seu primeiro projeto deste tipo na capital espanhola. Este último contará com 200 novas camas e, segundo o jornal espanhol, custará cerca de 25 milhões de euros.

Para além deste, Joyn tem pelo menos mais 2 projetos desenhados para Espanha: um para Madrid e outro para Barcelona.