Escritórios

Cofidis inaugura sede nas Natura Towers, uma "transformação do negócio, digital e cultural"

Felipe Ribeiro |
Cofidis inaugura sede nas Natura Towers, uma "transformação do negócio, digital e cultural"
Nova sede da Cofidis nas Natura Towers

A Cofidis inaugurou a sua nova sede nas Natura Towers, em Lisboa, uma operação que implicou um investimento de 46,5 milhões de euros. Esta mudança para as duas torres de escritórios, que passam a acolher os cerca de 750 colaboradores da Cofidis, marcam uma nova fase da empresa em Portugal e refletem três eixos estratégicos: sustentabilidade, transformação e abertura ao exterior. Com projecto da Cushman & Wakefield e materializada pela Vector Mais, responsável pelo fit-out de interiores, a nova sede faz parte de um programa estratégico que tornará a empresa mais ágil e flexível, melhor preparada para o futuro.

No total são 10.400 metros quadrados de superfície divididos por duas torres de escritórios, sendo a Cofidis o único ocupante do edifício. Em entrevista à Vida Imobiliária, Margarida Pena, Diretora de Marca da Cofidis Portugal, referiu que o edifício tem atualmente «a capacidade para receber, em simultâneo, 80% dos cerca de 750 colaboradores da Cofidis Portugal».

Transformação

A Diretora de Marca da Cofidis Portugal esclarece que os novos escritórios «apresentam uma configuração em open space com postos de trabalho flexíveis para desenvolver a colaboração, estimular a criatividade e assegurar uma comunicação fluída. Temos um auditório, espaços destinados à saúde e bem-estar dos colaboradores, salas que privilegiam o silêncio e onde é possível meditar, salas de amamentação, um consultório médico, um ginásio e uma sala de jogos».

No que se refere à nova "workplace strategy" da Cofidis nas Natura Towers, anunciada pela JLL em 2020, Margarida Pena refere que «esta permitiu-nos alinhar o programa que queríamos para o edifício com a estratégia da empresa e as necessidades identificadas pelos colaboradores. Este levantamento foi realizado através de surveys, workshops, entrevistas e ainda da análise de dados de ocupação de espaços existentes nos antigos edifícios. A partir daqui, foi construída uma estratégia que definiu a organização espacial, o tipo e quantidade de espaços que iríamos ter, a sua dimensão, assim como a forma como os diferentes departamentos iriam ocupar o edifício».

Tendo em vista o compromisso com o bem-estar dos colaboradores e a sustentabilidade, este edifício «acelera, também, a transformação do negócio, digital e cultural, que temos vindo a construir internamente. As Natura Towers estão equipadas com tecnologia e espaços que nos permitem colaborar à distância como se estivéssemos juntos, com espaços colaborativos, de lazer e de criatividade, para que cada um encontre o local que melhor se adapta às suas necessidades», sublinha a responsável.

Sustentabilidade

Ao ser questionada sobre a componente da sustentabilidade na ocupação e reformulação do edifício, Margarida Pena frisa que o projeto de remodelação do edifício «manteve-se fiel a esta filosofia, ao otimizar as soluções existentes e criar alternativas mais eficientes. O edifício caracteriza-se pela sua capacidade de captar e armazenar águas pluviais, dispõe de painéis solares nas fachadas, além de oferecer o maior jardim vertical de Lisboa, com cerca de 1.000 metros quadrados. A sustentabilidade foi, também, um critério na seleção de fornecedores e de materiais, privilegiando-se produtos de origem local à base de burel, cortiça ou madeira (...) estamos, também, na fase final do processo de avaliação das certificações LEED e Well, que dizem respeito, respetivamente, a práticas de construção sustentável e ao reconhecimento da relação entre as pessoas e o edifício».

"Pretendemos concretizar diversas ações de envolvimento com a comunidade, inclusão e diversidade"

A responsável da marca da Cofidis Portugal acrescenta ainda que «através do eixo da abertura ao exterior, pretendemos concretizar diversas ações de envolvimento com a comunidade, inclusão e diversidade. Queremos ser uma empresa que cria experiências únicas que impulsionam o bem-estar das pessoas e que impactam positivamente o mundo. Por isso, este é um edifício aberto não só aos nossos clientes e parceiros, mas também à comunidade, com a qual queremos co-criar experiências relevantes. Vamos querer dinamizar projetos que juntam os nossos colaboradores, os nossos clientes e parceiros, vizinhos do bairro, jovens universitários, entre outros tais como, workshops, open days, atividades lúdicas e desportivas».

A Cofidis inaugurou assim a sua nova sede, na passada sexta-feira, numa cerimónia presidida pelo Presidente da Câmara Municipal de Lisboa, Carlos Moedas, que contou ainda com a presença da Embaixadora de França em Portugal, Hélène Farnaud-Defromont, e do Presidente da Junta de Freguesia do Lumiar, Ricardo Mexia.