Bondstone

Bondstone é um novo player português e pretende investir €400M

Vanessa Sousa |
Bondstone é um novo player português e pretende investir €400M

Este é um dos caminhos delineados pelo fundador da empresa Paulo Loureiro, que já estabeleceu a sua primeira aliança com a Universtone, avança a empresa num comunicado enviado à VI.  Este é um grupo internacional de investimento imobiliário que possui uma carteira de ativos - distribuídos por França, Bélgica e Coreia do Sul -, que hoje está avaliada em 1,7 mil milhões de euros.

Para Paulo Loureiro, CEO da Bondstone, «faz sentido continuar a apostar no mercado imobiliário português devido ao seu reconhecimento recente como destino de investimento a nível internacional, às condições favoráveis para o estabelecimento de grandes empresas no país e à falta de habitação nova para a classe média».

Criar habitação para a classe média – para arrendar e para vender - é um dos focos desta nova private equity, mas não o único. Na sua mira estão também projetos de reposicionamento e de construção nova no país noutros sectores, como é o caso da hotelaria e escritórios, no segmento tradicional, e as residências de estudantes e residências para seniores, no segmento alternativo.

São nestes sectores comerciais que, na opinião do CEO da Bondstone, «existem oportunidades mais atraentes, tanto em projetos de reposicionamento como de construção nova. Por exemplo, o crescimento recente das rendas de escritórios, combinado com elevadas taxas de ocupação e reduzida oferta de novos espaços levou a um desequilíbrio entre procura e oferta que cria uma abertura para o desenvolvimento de novos projetos».

Estes são alguns dos motivos apontados que justificam a criação de Bondstone, já que esta irá permitir alargar o espetro de atuação levado a cabo até então pela Louvre Properties, uma outra empresa de Paulo Loureiro, fundada em 2016, que se dedica ao desenvolvimento de projetos residenciais de reabilitação de gama alta em Lisboa, em Cascais e no Porto. Até hoje, 9 projetos já foram iniciados num investimento total que ronda os 100 milhões de euros.

A Louvre Properties deverá agora ser integrada na Bondstone mas sem perder a sua identidade. Esta nova private equity tem sede em Lisboa e conta com representações no Porto e também em Londres.