Turismo

Azora prevê investir até €750M com novo fundo

Vanessa Sousa |
Azora prevê investir até €750M com novo fundo

Foto: Hotel Riviera, Málaga, adquirido pela Azora em 2019

 

Trata-se do mais recente fundo da gestora Azora que promete atrair ainda mais capital e investir cerca de metade em Portugal e Espanha. Até ao final do ano, o denominado Azora European Hotel & Lodging deverá captar ainda mais 70 milhões de euros, fechando o ano com um total de 750 milhões de capital próprio. Mas deverá ir ainda mais longe, já que ao longo dos próximos 3 anos espera crescer até aos 1.500 milhões de euros.

No seu radar estão hotéis situados sobretudo no sul da Europa. Mas, segundo apurou o jornal Expansión junto de fontes da empresa, há uma forte inclinação para a Ibéria, dado que cerca de 50% do capital – isto é, cerca de 750 milhões de euros - deverá ser investido em Portugal e Espanha. Já a outra metade deverá ser aplicada em Itália, na Croácia e na Grécia. Por detrás desta atração pela Ibéria, que é hoje considerada uma referência ao nível do turismo, está a projeção de alocar a maioria do investimento (entre 65 e 75%) à hotelaria de lazer. A outra parcela, entre 25% e 35%, deverá ser alocada ao segmento urbano da hotelaria.

Para avançar com estes investimentos em tempos de pandemia, Azora conta com um grupo de investidores, entre os quais está o fundo de pensões holandês APG e o grupo Canepa, e a sua experiência no mercado hoteleiro marcada pela gestão da socimi Hispania que foi comprada por Blackstone há dois anos. Apesar da turbulência gerada pelo novo coronavírus no setor, o seu conhecimento permite-lhe avançar com segurança neste mercado, que considera que irá ser uma boa aposta no médio-longo prazo.

 

Portfólio conta já com 14 unidades hoteleiras

O fundo Azora European Hotel & Lodging arrancou atividade com um portfólio que representa 20% da sua capacidade de investimento. As unidades hoteleiras adquiridas pela gestora espanhola ao longo do ano passado vieram integrar a sua carteira que conta já com 14 ativos. Entre os quais estão as 7 unidades distribuídas por Torremolinos, Málaga e Benidorm que foram adquiridas a Med Playa; os três hotéis situados nas ilhas Balneares e na ilha italiana Sicilia resultado da parceira com Palladium; e os 4 hotéis situados em Madrid, Bilbao, Lisboa e Bruxelas que deverão ser alvos de reforma. Estas unidades, juntas, somam mais de 2.800 camas.