Avignon Capital e York Capital compram Miguel Bombarda 4 por €22.3 milhões

Susana Correia |
Avignon Capital e York Capital compram Miguel Bombarda 4 por €22.3 milhões

Localizado em pleno CBD do mercado lisboeta, o edifício era até recentemente ocupado pelo Santanter, que até março de 2020 manterá escritórios em funcionamento em dois dos seus pisos. Após essa data, os novos proprietários irão levar a cabo uma profunda remodelação do edifício, com vista a «criar valor acrescido», informaram em nota oficial.

«O investimento em CAPEX passará por abrir varandas e terraços para uso dos inquilinos,  bem como o upgrade nos equipamentos técnicos e do lobby, piso térreo e áreas comuns, com vista a modernizar o espaço existente numa oferta mais sustentável e contemporânea para os ocupantes», refere o comunicado.

O Miguel Bombarda 4 oferece 7.240 m² de Área Bruta Locável de escritórios, e estende-se pelo piso térreo e nove outros pisos superiores, além de cinco pisos de estacionamento subterrâneo.

«Portugal é um mercado que vimos a seguir há algum tempo e esta operação representa uma excelente oportunidade de investimento value-add, com a aquisição de um edifício de escritórios no centro de Lisboa com um potencial de criação de valor substancial», comentou Bianca Tristão, investment manager na Avignon Capital.

A seu ver, «o mercado de escritórios de Lisboa beneficia de uma forte procura do lado da ocupação que está a ser conduzida pelo apelo crescente da cidade junto de multinacionais, que querem beneficiar dos níveis de renda competitivos comparativamente a outras cidades europeias e ao mesmo tempo ter acesso a uma força de trabalho altamente educada e ao mercado único Europeu». Por isso, «iremos utilizar a nossa experiência de gestão de ativos para levar a cabo um profundo programa de Capex para reposicionar o ativo e ali criar um espaço de trabalho moderno e altamente desejável».

Esta aquisição enquadra-se na estratégia de investimento da Avignon focada em cidades europeias chave que beneficiam de fundamentais de mercado robustos, e contou com assessoria jurídica da Uría Menéndez.